Inovação: contratar ou fazer dentro da empresa?

Tempo de leitura: 3 minutos

A inovação pode oferecer benefícios significativos para a empresa e é apontada como uma das habilidades críticas para se alcançar o sucesso em qualquer mercado. Ela pode ajudá-lo a resolver problemas, gerar mais lucro, aumentar sua participação no mercado e superar os concorrentes. Como falamos, podem ser muitos os benefícios gerados através da sua implantação, mas você sabe o que quer dizer inovação?

O que é inovação?

Inovação pode ser considerada a criação ou a adoção de algo novo ou que tenha sido melhorado – de verdade – e que possa trazer ganhos econômicos para a empresa, seja através do aumento das vendas ou da redução de custos.

Quando falamos em inovar, não nos restringimos a um só tipo de inovação. Ela pode ser feita através de novos produtos ou serviços, adaptação dos processos, das práticas organizacionais e também no planejamento de marketing da empresa.

A inovação permite a solução de problemas de forma mais rápida e eficaz, permite a coleta de informações para análise de mercado e planejamento estratégico e várias outras ferramentas para manter a empresa à frente da concorrência. O forma como a inovação é abordada, no entanto, dependerá do tipo negócio. Ela vai do aprimoramento de um produto ou serviço existente, uma expansão do negócio ou até mesmo uma mudança completa na direção da empresa.

Quais são as vantagens de investir em inovação?

Alguns dos principais benefícios práticos da inovação são:

  • Melhora na produtividade
  • Redução de custos
  • Aumento da competitividade
  • Valor agregado e reconhecimento da marca
  • Novas parcerias e relacionamento com fornecedores e clientes
  • Mais lucratividade

Contratar ou fazer dentro da empresa?

Para responder essa pergunta é preciso analisar caso a caso, não existe uma regra geral que funcione para todas as empresas e tipo de negócios.

Veja um caso como o de uma produtora de vídeo de pequeno porte. Um de seus projetos pode demandar uso de tecnologia mais alta e equipamentos que ela ainda não teve condição de comprar. Comprar esses equipamentos para usar em um único projeto pode ser um tiro no próprio pé e deixar um rombo no setor financeiro. Mais adequado seria terceirizar essa parte do projeto para uma empresa que já tenha investido e atender com qualidade a sua demanda.

Já em outros casos, vale muito mais a empresa investir em um recurso próprio como um sistema de controle de estoque e vendas, por exemplo. Essa inovação vai poupar tempo dos colaboradores, gerar dados reais e muito mais precisos do que um controle de estoque manual e, consequentemente, contribuir para o aumento do lucro.

Por que é tão difícil construir e manter a capacidade de inovar?

Na grande maioria das vezes o problema encontrado na aplicação de melhorias da inovação está na falta de um planejamento e de uma estratégia bem elaborados. A demanda é grande e crescente, com ela a pressão de ser considerada uma empresa inovadora, isso muitas vezes faz com que as empresas comecem a investir em inovação sem antes terminar a estratégia para implementação das novidades. O caos pode chegar bem rápido e o que era para ser uma ajuda pode se tornar mais um problema para ser resolvido.

Em alguns casos, ainda podemos observar a dificuldade de se abrir para o mundo moderno de algumas empresas mais conservadoras. Que por receio ou falta de conhecimento não conseguem aproveitar os benefícios da tecnologia ao máximo e preferem manter as coisas como estão.

O resultado de não investir em inovação é fechar cada vez mais portas e se afastar de seu consumidor, criar um ambiente de trabalho que não atraia mais seus colaboradores, muitas vezes entrando em um caminho sem volta. Não precisa ser assim!

E para sua empresa, qual a melhor forma de inovar?

Comece uma conversa no forum.manausdigital.com.br